quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Apenas ser...


[21.11.2013]
Sou como sou... mais por opção
que consequência
Sei o que sinto
Sinto o que faço
Tenho sonhos vagos
feitos de fumo ou ilusão
Nada espero
Pouco ofereço
Pouco valho

Vou vivendo um dia após o outro
dando vida a coisas 
a que empresto sentimentos
pensando outras
falando de nada
pouco...e mal

Porém, sentindo sempre e muito
ao observar  a maravilha e o desencanto
dum mundo que se abisma
em renovação estranha 
que me passa ao lado
e onde nem desejo colaborar
 Derradeiro grito
antes de um acto extremo
perpetrado algures...

... ao sol-pôr.



2 comentários: